Neuropsicologia

Consiste numa interface entre psicologia e neurologia e visa o estudo das relações entre o cérebro e o comportamento humano, bem como das Funções mentais Superiores.


As sessões iniciam-se mediante uma avaliação neuropsicológica, que consiste na aplicação de testes neuropsicológicos e escalas funcionais e comportamentais, com o objetivo de avaliar diferentes funções cognitivas, tais como a memória, a atenção, a orientação, a linguagem, o raciocínio, a capacidade de planeamento e funcionamento executivo.

IMG_0008
A intervenção pode decorrer mediante habilitação neuropsicológica, ou seja, estruturação das diversas funções cerebrais “menos desenvolvidas”, como em casos de insucesso escolar ou dificuldades de adaptação devido a um subdesenvolvimento de determinadas áreas.


Pode igualmente decorrer reabilitação neuropsicológica, que consiste na reestruturação, como em casos de perda de funções já adquiridas devido a lesões, traumatismos, acidentes vasculares cerebrais, patologias degenerativas, entre outros. Pode também ser útil no acompanhamento do envelhecimento cerebral normal, como método de prevenção de demência e de problemas e dificuldades futuras. A este nível existe ainda o treino cognitivo, no qual se programa e executa um plano adequado às necessidades específicas do paciente, com o propósito de recuperar défices ou estabilizar um processo de deterioração, tendo em vista aumentar a autonomia dos pacientes.


Para além de problemas neuropsicológicos específicos, dificuldades ao nível de memória, de atenção e concentração são bastante comuns e podem ser ultrapassadas mediante intervenção neuropsicológica. As sessões podem ser realizadas com crianças, adolescentes, adultos e idosos, adequando-se às especificidades de cada indivíduo.

error: Content is protected !!